Blog

A importância dos alongamentos no treino
Treino

16 Janeiro 2020

A importância dos alongamentos no treino

A importância dos alongamentos no treino

Os alongamentos são exercícios que devem estar contemplados em todos as unidades de treino. Deverão ser feitos consoante o tipo de atividade que pretendemos realizar e de acordo com os nossos objetivos.


Apesar de numerosos estudos realizados sobre a temática, não há concordância relativamente às alturas do treino e na duração dos exercícios efetuados. Vamos tentar esclarecer algumas destas questões. Quais os alongamentos que devemos fazer? Em que altura do treino? Que tipo de alongamentos?


Independentemente do tipo de treino que vamos realizar, parece ser consensual que os alongamentos são elementos fundamentais na estrutura integrante do treino. Como dissemos anteriormente, estes deverão ser o mais específicos possível, de acordo com a atividade física/desportiva praticada. Neste sentido, parece-nos congruente referir que deverão existir alongamentos diferentes no início e no final de uma sessão de treino.


Numa fase inicial, englobado no próprio aquecimento, devemos optar por exercícios de alongamento dinâmicos. Dando prevalência, por outro lado, aos alongamentos estáticos na fase final do mesmo. Os alongamentos dinâmicos, segundo diversos especialistas, preparam um organismo de uma forma gradual para o exercício físico mais vigoroso, aumentam a circulação sanguínea e a frequência cardíaca, ativam o sistema nervoso, disponibilizam o organismo para maiores amplitudes articulares e melhoram a força muscular. Por sua vez, os alongamentos estáticos promovem o relaxamento muscular, diminuindo a ativação do sistema nervoso e desenvolvendo uma sensação de calma e bem-estar. Estes alongamentos quase máximos do músculo, minimizam o risco de encurtamento do músculo-tendão associados, evitando ou diminuindo posteriormente as dores musculares.


Por estes motivos e porque a fisiologia é bastante clara nesse sentido, os alongamentos devem ser feitos antes e após o treino, pois músculos encurtados e tensos limitam a amplitude dos movimentos, afetam a postura e em certos casos pode mesmo gerar desconfortos físicos.


Qualquer pessoa pode realizar alongamentos, independentemente da sua idade ou condição física. O que deve variar é a intensidade com que os mesmos se realizam, sendo que uma pessoa sedentária deverá começar com exercícios mais leves e mantendo numa posição estática por períodos mais curtos de tempo (de preferência não ultrapassar os 30 segundos). Indivíduos mais experientes, poderão realizá-los com mais intensidade, mantendo em insistência até aproximadamente 60 segundos.


O alongamento é uma atividade simples de ser realizada, pode ser feito em qualquer lugar (ginásio, espaços livre, domicílio e etc…), sendo que numa fase inicial deve ser acompanhada por um profissional.



Por Hugo Ferreira, Personal Trainer na Academia Bodylab


>> Este artigo foi útil para ti? Subscreve a newsletter. É grátis. CLICA AQUI  <<